Ecoturismo na Floresta Nacional do Ibura como potencial fomento de sociedades sustentáveis

Português
Revista Nordestina de Ecoturismo
2008
A disponibilização desta publicação está autorizada pela Creative Commons

Descrição

Revista Nordestina de Ecoturismo, v. 1, n. 1 (2008)

RESUMO

O contexto socioambiental das comunidades localizadas no entorno de áreas naturais protegidas muitas vezes causam conflitos, como por exemplo, a utilização de madeira para substituição do gás de cozinha. No município de Nossa Senhora do Socorro, existe uma área que detêm um riquíssimo patrimônio natural e cultural, a Floresta Nacional do Ibura, que desde a década de 30 foi um ícone de lazer, cultura e educação para os sergipanos. No seu entorno existem os povoados Estiva, Tabocas e Porto Grande. Esta pesquisa teve como objetivo demonstrar o potencial de transformação das comunidades locais da região da Floresta Nacional do Ibura em sociedades sustentáveis por meio do ecoturismo. Neste estudo utilizamos a pesquisa qualitativa, com técnicas exploratória e descritiva, utilizando-se de entrevista dirigida e observação direta, além de pesquisa documental. O tratamento dos dados foi realizado por meio de Análise SWOT. Através deste estudo foi possível descrever as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças para implantação do ecoturismo no Ibura, além disto percebeu-se o nível situacional das dimensões da sustentabilidade (ambiental, social, econômico, cultural, político e ético) na região. Concluiu-se que a implantação do ecoturismo de base comunitária pode elevar o nível de relacionamento das dimensões da sustentabilidade ao ponto de transformar as comunidades do entorno do Ibura em sociedades sustentáveis.

Compartilhar