O custo econômico do fogo na Amazônia

Português
IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Rio de Janeiro
2002
Atenção às normas de uso conforme pág. 2 do documento.

Descrição

Resumo:

“O fogo é tradicionalmente utilizado pelos agricultores no preparo da terra para o plantio e, portanto, trazendo benefícios. Entretanto, o uso do fogo também gera custos privados e sociais. O fogo pode, acidentalmente, atingir cultivos, pastos e benfeitorias. Perdas associadas com doenças respiratórias provocadas pela fumaça dos incêndios também podem ser percebidas. Neste estudo estimaram-se, devido ao fogo acidental nos pastos, a destruição de cercas, a perda de carbono das florestas e os impactos na saúde humana. Nossas estimativas mais conservadoras indicam custos médios anuais de US$ 102 milhões ou 0,2% do PIB total da região para o período 1996-1999. Dependendo de como valoramos o carbono liberado, essas estimativas podem chegar a 9% do PIB regional. Esses valores já permitem mostrar que existe um amplo espaço de viabilidade de ações de prevenção e combate ao fogo na região". Fonte: IPEA

Compartilhar