As difíceis vias para o desenvolvimento sustentável: gestão descentralizada do território e zoneamento ecológico - econômico

Português
Gestão
IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
Rio de Janeiro
2003
O acesso a essa publicação foi autorizado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, detentor do site http://www.ibge.gov.br/

Descrição

Resumo

Este artigo discute a existência de propostas diferenciadas na abordagem do desenvolvimento sustentável, expressas seja na perspectiva de reprodução do modelo identificado com a visão da Economia Ecológica, seja no enunciado de uma visão alternativa apoiada no campo das relações sociais. Ressalta que as visões contrastadas acerca da sustentabilidade ambiental explicitam pressupostos de relações específicas de poder no que respeita à apropriação e uso dos recursos naturais em diferentes escalas espaciais. Ao focalizar a crise ambiental na Amazônia, levanta questões relacionadas às práticas recentes de gestão do território pela via de incorporação do zoneamento ecológico-econômico. Chama a atenção para a necessidade de elaboração de construções metodológicas voltadas às especificidades da problemática ambiental dos recortes territoriais aos quais se referenciam, ao lado da consideração do caráter político e estratégico inerente à ordenação territorial".

Compartilhar