Incêndio Museu Nacional

A perda para a ciência, história e arte brasileira é incalculável

museu2

A semana começou triste com a notícia do incêndio do Museu Nacional no Rio de Janeiro.
O Museu abrigava o mais antigo fóssil humano das Américas, Luzia, com aproximadamente 11.500 anos, uma incrível coleção de múmias egípcias da América Latina, além de numerosas peças de paleontologia, botânica, zoologia, arqueologia.

Alunos de Museologia da Unirio estão recolhendo imagens do Museu Nacional para preservar sua memória. Todos que possuírem imagens(fotografias/vídeos/ selfies) do acervo e espaços expositivos compartilhem por meio do email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pato Aqui, Água Acolá

Petrobras patrocina fase 3 do projeto

renovacao3

O projeto Pato Aqui, Água Acolá mais uma vez conta o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, e parte para sua terceira fase.

Com o patrocínio da Petrobras, o Terra Brasilis desenvolveu o Projeto Pato Aqui, Agua Acolá fase 1 e fase 2, e agora na fase 3 dará continuidade as ações que contribuíram para a conservação do pato-mergulhão e da água, por meio de pesquisa biológica da espécie, atividades de educação e comunicação ambiental, e sustentabilidade rural.

Ciclo de Palestras

Área de Influência de Cavernas

site caverna

Em março, do presente ano, foi realizado em Belo Horizonte, o evento Vallourec-Terra Brasilis: Ciclo de Palestras Área de Influência de Cavernas. O evento contou com a participação de 18 palestrantes de diversas áreas, reunindo pesquisadores do meio acadêmico, do setor produtivo e de órgãos ambientais.
Com o propósito de maior difusão do conhecimento revelado pelos palestrantes convidados, foi elaborada uma síntese das palestras ministradas. Este documento contribui para o avanço do tema, amplia o acesso à informação e contribui para o aperfeiçoamento da legislação pertinente. Clique para acessar.

Embaixador das Águas

Pato-mergulhão se torna ave símbolo da conservação das águas

embaixador portaria

Foi publicada, no Diário Oficial da União, a portaria nº 79, de 26 de Março de 2018 que reconhece o pato-mergulhão (Mergus octosetaceus) como símbolo das águas brasileiras. A portaria foi assinada pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho.
“O pato-mergulhão foi escolhido como símbolo por ser um bioindicador ambiental: onde há presença do pato-mergulhão, o ambiente ainda se encontra em equilíbrio. Isto porque esta ave só vive em locais onde existam águas limpas e transparentes, especialmente dos rios e córregos cercados por matas ciliares”, explica Sônia Rigueira, presidente do Terra Brasilis.
Esta portaria foi resultado da campanha "Pato-mergulhão, Embaixador das Águas Brasileiras", lançada pelo Terra Brasilis, juntamente com o ICMBio e pesquisadores de outras instituições envolvidos com a conservação do pato-mergulhão, durante o Fórum Mundial da Água.

Terra Brasilis em ação

jnacional

Pato-mergulhão foi destaque no Jornal Nacional!
A matéria mostrou algumas ações desenvolvidas para a conservação do pato-mergulhão e a reprodução inédita da espécie em cativeiro. A reportagem acompanhou os pesquisadores do Terra Brasilis e do Zooparque Itatiba na Serra da Canastra, em Minas Gerais, em uma operação para a coleta dos ovos do pato-mergulhão para reprodução em cativeiro. Clique na foto para assistir a reportagem.

04 a 06/09/2018 V Congresso Brasileiro de Resíduos Sólidos - Recife/PE
25 a 28/09/2018 15º Congresso Nacional de Meio Ambiente - Poços de Caldas/MG
22 a 26/10/2018 4º Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto - Fortaleza
26 a 29/11/2018 IX Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental - SP